Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Colunista Paiva Netto - Milagres sócioespirituais de Jesus

Jesus, sendo o Supremo Governante do planeta Terra, em Sua Primeira Vinda Visível a este orbe, realizou também verdadeiros milagres socioespirituais. E ampliou o nosso olhar sobre a Religião, que, além do forte acolhimento espiritual, igualmente é, por isso mesmo, todo o tempo que for necessário, Altruísmo, Solidariedade, Generosidade: “socorrer as viúvas”, provendo-se de proteção social; “amparar os órfãos”, garantindo-lhes educação e desenvolvimento social, de forma que lhes assegure um futuro ético e consequentemente digno; “vestir os nus e alimentar os famintos”, proporcionando-lhes trabalho honesto, para a obtenção de seu sustento; “curar os enfermos”, dando-lhes acesso a hospitais de qualidade e médicos preparados, não apenas na técnica, como também no sentimento; “visitar os presos”, oferecendo-lhes a atenção precisa, de modo que tenham a chance de renovação, reequilíbrio e reintegração com autonomia na sociedade; “expulsar os demônios (os obsessores ou espíritos ignorantes)”; e, além das providências espirituais, abrir novas perspectivas adiante da matéria, para as ciências que cuidam da mente humana (Evangelho, segundo Mateus, 10:8 e 25:35 a 36; Marcos, 1:21 a 28; Lucas, 8:26 a 35; e Epístola de Tiago Apóstolo, 1:27).
A que podemos chamar isso, senão de Política Espiritual Solidária? Trata-se de uma política de verdadeira Paz. É a autêntica Política de Deus, do Cristo e do Espírito Santo: para a Essência Eterna do ser humano, com as melhores consequências para os povos, quando libertos dos ódios religiosos e ideológicos.
No Cristo reside, pois, a Chave, porque Ele nos ensinou a amar, e o Amor é a mais inteligente expressão da nossa Alma, a fim de promover a cura social das nações. Contudo, a citada chave, “para os que têm de olhos de ver e ouvidos de ouvir”, inicia-se pelo Espírito, já que tudo parte de Deus, compreendido como Amor, ou Caridade. O Pai Celestial é justamente Espírito, conforme explicado por Jesus à samaritana, junto ao Poço de Jacó (Evangelho, segundo João, 4:24).
Entretanto, é forçoso nunca se esquecer de que a reforma do social vem pelo espiritual. Daí estudarmos a consequência das curas espirituais de Jesus sobre o campo social ativo. A compreensão disso, ó jovens de corpo e de Espírito, é uma intensa revolução, que se descortina no horizonte do mundo.
Jamais menoscabem essa dica. A prática dessa consciência sublime e divina emoção, aliadas à verdadeira Justiça, não aos justiçamentos, constitui-se na Política mais eficaz que o ser humano pode exercer. O tempo mostrará aos pessimistas.


Jesus e Seu amparo universal
É imprescindível salientar que os milagres socioespirituais promovidos por Jesus desde a fundação do mundo, passando por Sua convivência visível no planeta, até os dias atuais e para todo o sempre não se restringem a nenhuma tradição espiritual terrena. O Amigo Celeste, sempre inspirado por Deus, paira acima de todas as diferenças religiosas. Nada O impediu de praticar a Caridade, nem mesmo as convenções culturais em Sua passagem pela Terra, demonstrando, por exemplo, que era lícito fazer o Bem no dia de sábado (Evangelho, segundo Mateus, 12:12). Basta lembrar o que declarou Pedro Apóstolo na visita que fez ao centurião Cornélio:


34 Então, falou Pedro, dizendo: Reconheço, por verdade, que Deus não faz distinção de pessoas;
35 pelo contrário, em qualquer nação, aquele que O teme e faz o que é justo Lhe é aceitável.
36 Esta é a palavra que Deus enviou aos filhos de Israel, anunciando-lhes o Evangelho da Paz, por intermédio de Jesus Cristo. Este é o Senhor de todos (Atos dos Apóstolos, 10:34 a 36).


Sendo Jesus o modelo exaltado da Fraternidade Ecumênica, isto é, universal, possui sintonia com todas as crenças do mundo. Ora, as diferentes Religiões não são opostas, mas complementares. O mesmo ocorre relativamente à Ciência, à Filosofia, à Política, à Arte, ao Esporte etc. entre si.


José de Paiva Netto

Jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br